fbpx

Big Data personifica o cliente e transforma dados em ação

Não adianta apenas capturar os dados do consumidor. Investir no cliente significa saber mais sobre ele por meio de muita inteligência, a exemplo do Big Data, um conjunto de técnicas e ferramentas para coleta, processamento, análise e disponibilização de informações. Há três propriedades relacionadas aos dados: variedade, velocidade e volume.

Variedade é a capacidade de coletar e analisar diversas fontes de dados estruturados e não estruturados.

Velocidade é a capacidade de processar um grande volume de dados em tempo hábil para o negócio.

Volume é a capacidade de armazenar e gerenciar grandes volumes de informações. Para dar uma dimensão, esses dados se encontram na casa de petabytes (1.000.000.000.000.000 bytes ou 1000 terabytes). São bilhões de registros gerados todos os dias.

 

O Big Data e a competitividade

O Big Data pode ser aplicado no varejo a fim de tornar a marca mais competitiva. Atualmente, a competitividade obriga a empresa a entregar ao cliente aquilo que ele deseja, seja em relação ao produto ou em relação à experiência na loja.

Por exemplo, os dados de vendas nos checkouts, dados de interações na loja virtual, dados dos dispositivos móveis das pessoas que estão dentro da loja (coletados por meio do WiFi ou Beacons), dados de redes sociais (Facebook e Twitter), dados socioeconômicos e demográficos podem ser cruzados e analisados para traçar um perfil completo do consumidor e possibilitar uma comunicação extremamente segmentada.

Até pouco tempo atrás levaríamos vários dias, ou até semanas, para processar e extrair alguma análise destes dados. Atualmente, no entanto, eles podem ser processados em segundos.

O processamento também pode ocorrer em tempo real. Quando o consumidor sai da loja o sistema pode enviar uma alerta via SMS para avisá-lo de que esqueceu de comprar um item sempre presente na sua cesta de compras. Ou pode lembrá-lo de produtos que o consumidor costuma adquirir em datas especiais.

Com informação inteligente, a empresa fica muito mais próxima do cliente e ganha em competitividade.

 

Especialista do GS Group fala da importância do Big Data para emrpesas de varejo.

“Investir no cliente significa saber mais sobre ele por meio de muita inteligência”, diz Sasso.

Luciano Sasso – responsável pelas plataformas de Business Intelligence, Data Mining e Big Data no GS Group. Atua também na captura das necessidades e requisitos dos clientes, materializando em soluções efetivas e de alto retorno. Focado em soluções open source com alto valor agregado.